Artigos Carnaval Cidade Comércio/Indústria Destaques Educação Esportes Eventos Música Piadas Política Sociedade Vídeos
você está em » Sociedade
Data de publicação: 19/01/2014    |    Enviar por e-mail   |   Imprimir   |   Tamanho do Texto:     |   Compartilhar:    
Data de Publicação: 19/01/2014
Hiroo Onoda com o Dr. José Perez Perez de Catanduva

Morreu dia 16 de janeiro em um Hospital em Tóquio aos 91 anos Hiroo Onoda, oficial do Exército Imperial Japonês que permaneceu em seu posto na selva, em uma ilha das Filipinas, por 29 anos, recusando-se a acreditar que a Segunda Guerra Mundial tinha acabado, e voltou como herói ao Japão apenas em 1974. Onoda continuou em guerra muito depois que o conflito havia terminado; ele acreditava que o Imperador do Japão era uma Divindade e que a guerra era uma missão sagrada. A história e a literatura japonesa estão repletas de heróis leais a uma causa, especialmente causas perdidas ou sem esperança e Onoda parecia um samurai à moda antiga ao oferecer sua espada ao presidente Ferdinand Marcos, das Filipinas, em sinal de rendição; Marcos devolveu a arma ao Oficial. Em 1975, mudou-se para uma colônia japonesa no Brasil, onde se tornou pecuarista. Em 1984, ele voltou para o Japão e fundou a Escola Onoda de Natureza. Nos últimos anos dividia seu tempo entre o Japão e o Brasil, país do qual se tornou cidadão honorário em 2010. (Jornal Folha de São Paulo de 18 de janeiro de 2014). A foto foi tirada quando ele esteve visitando seu irmão em Ribeirão Pires e posou para a foto junto com o Dr. José Perez Perez, que era gerente do Banco do Estado de São Paulo naquela cidade.

VEJA TAMBÉM
Família Ceneviva e Guzzo
1960 – Foto tirada em casamento
1959 - Simca Chambord (5 fotos)
João Amaral, pintor autodidata de Catanduva
Família Bróglia
1929 – Enterro do Sr. Joaquim Alves Figueiredo
1956 – Documento de cooperador benemérito
1976 – Reunião Social
1960 – Foto de casamento
1976 - Formatura de fisioterapia na PUC
Copyright © Catanduva Cidade Feitiço