Artigos Carnaval Cidade Comércio/Indústria Destaques Educação Esportes Eventos Música Piadas Política Sociedade Vídeos
você está em » Artigos
Data de publicação: 12/10/2020    |    Enviar por e-mail   |   Imprimir   |   Tamanho do Texto:     |   Compartilhar:    
Data de Publicação: 12/10/2020
RETROSPECTIVA DO ANO DE 1937, TEM A ÓPERA “O BARBEIRO DE SEVILHA”
16.03.1937 – Nesse dia ocorreu o jogo de basquete entre o Cruzeiro Cestobol. Clube e o Corinthians Paulista, O resultado foi 33 a 11 para o Corinthians. Os jogadores estão entremeados e a quadra ficava na Rua Brasil, ao lado da Igreja Matriz
13.12.1937 – Inauguração da Panificação e Confeitaria São Domingos de Irmãos Pellizzon, à Rua Brasil nº. 679, (atual Farmácia Conde) mostrando os carrinhos com os entregadores de pão que circulavam de casa em casa pela cidade

Pesquisa de Nelson Bassanetti

No ano de 1937, Catanduva possuía 2.000 prédios, uma população de 13.000 habitantes na cidade e aproximadamente 30.000 no município. O Juiz de Direito era o Dr. Sebastião Vasconcellos Leme, o Promotor Público Dr. Mário Mello Freire, o Delegado de Polícia Dr. Francisco Figueiredo Lyra, o Prefeito Municipal Sr. Alfredo Minervino, o Deputado Constituinte Dr. Renato Bueno Netto. Eram  vereadores:  Ricardo Lunardelli, João D’Ávila Ribeiro, Dr. Sidney Delcides de Ávila, Adalberto Bueno Netto, Agrício Arruda, Ângelo Zancaner, Rufino Benito, Antônio Avelino Gonçalves, Dr. Nestor Sampaio Bittencourt, Antonio Marcos dos Santos, Godofredo de Oliveira Rosa, Iran Silva e Coriolano de Oliveira Mello. Naquele ano foi Rei Momo do Carnaval, o estudante e depois médico Galdós Ângulo e a Rainha, sua irmã Hispéria Ângulo Dias, filhos do Dr. Ângulo Dias.  No campo do Higienópolis tivemos um jogo com o São Paulo Futebol Clube que aqui veio jogar e perdeu  de 1 a 0 para o nosso Guarani Futebol Clube, gol de Barcelona.  Padre Albino, criativo, fazia quermesses envolvendo as colônias sendo um dia para cada uma: a Espanhola, a Italiana, a Japonesa e a Sírio-Libanesa. Na presidência do Sr. Calil Buazar, foi lançada a pedra fundamental do prédio da Associação Comercial e Industrial de Catanduva.

Na parte cultural tivemos a apresentação da pianista e soprano Aurélia Vergara, dos violinistas Yagodin e  Leônidas Autuori e do pianista Fritz Jank. Tivemos 7 apresentações da Cia. de Sainetes e Revistas Lyzon Caster, com 8 girls, bailarinos, orquestra própria regida pelo maestro Ostronoff. A Cia. João Rios de comédias e variedades, com 6 espetáculos e a Cia. Canzone di Napoli, a maioria de atores italianos com 4 apresentações. O mundo mágico da ópera fazia parte do nosso entretenimento que, segundo o filósofo alemão Friedrich Nietzche, transporta os mortais para a eternidade e costumava-se dizer que sem elas a vida seria um erro e  Catanduva, naquela época, tinha uma platéia cativa e apaixonada que se acotovelava no Teatro República para ver e ouvir, ao som de violoncelos, violinos, flautas, bumbos e piano, a entonação das vozes dos sopranos e tenores. Aqui veio pela segunda vez a Companhia Lírica Italiana Dora Solima, com a soprano Dora Solima, o barítono José Callini,  o Cavaleiro Apele de Angeli, atores e orquestra, com material cênico do célebre cenógrafo Rovescali de Milão, vestidos feitos na Casa Paken de Paris e  cutelaria do Coliseu de Buenos Aires, onde os Catanduvenses, durante uma semana, foram partícipes do humor, da tristeza, da alegria, do prazer e do encanto vendo essas tragédias que têm atravessado os séculos desde o Renascimento, com origem na Grécia antiga, notabilizando-se por casamentos sem paixão, amores impossíveis, intrigas, sonhos que levam à morte, assistindo: La Traviata ou A Dama das Camélias de Giuseppe Verdi  baseada no romance de Alexandre Dumas Filho, (https://www.youtube.com/watch?v=uDo8Iz8LzW4), La Bohème de Gíácomo Puccini, Pagliacci de Ruggero Leoncavallo, Rigoletto de Giuseppe Verdi, (https://www.youtube.com/watch?v=8A3zetSuYRg). Lucia de Lammermor de Caetano Donizetti e O Barbeiro de Sevilha de Gioacchino Rossini. (https://www.youtube.com/watch?v=aJIpVj_YkNo). Esta última conta a história de um velho (Dr. Bartolo), que se apaixona por uma moça (Rosina) que prefere um jovem amante (conde Almaviva). A ópera possui várias árias maravilhosas, como “Fígaro”, conhecida até mesmo pelas crianças através dos desenhos do Pica-Pau em seu desempenho como barbeiro. Pesquisa no Jornal “A Cidade” do arquivo do “Museu Padre Albino”

16.03.1937 – Nesse dia ocorreu o jogo de basquete entre o Cruzeiro Cestobol. Clube e o Corinthians Paulista, O resultado foi 33 a 11 para o Corinthians. Os jogadores estão entremeados e a quadra ficava na Rua Brasil, ao lado da Igreja Matriz

13.12.1937 – Inauguração da Panificação e Confeitaria São Domingos de Irmãos Pellizzon, à Rua Brasil nº. 679, (atual Farmácia Conde) mostrando os carrinhos com os entregadores de pão que circulavam de casa em casa pela cidade.


 

 

VEJA TAMBÉM
RETROSPECTIVA DO ANO DE 1937, TEM A ÓPERA “O BARBEIRO DE SEVILHA”
COLÉGIO NOSSA SENHORA DO CALVÁRIO (1)
FRANCISCO CÃNDIDO XAVIER – CIDADÃO CATANDUVENSE
RETROSPECTIVA DO ANO DE 1959 TEM O CANTOR AGNALDO RAYOL EM SHOW NO “CAFÉ DA ESQUINA”
RETROSPECTIVA DO ANO DE 1960 TEM JÂNIO QUADROS, TEIXEIRA LOTT E ADHEMAR DE BARROS EM CATANDUVA
BANCO DO ESTADO DE SÃO PAULO EM CATANDUVA
CATANDUVA ESPORTE CLUBE, O FAMOSO EXPRESSINHO (6)
CATANDUVA ESPORTE CLUBE, O FAMOSO EXPRESSINHO (5)
CATANDUVA ESPORTE CLUBE, O FAMOSO EXPRESSINHO (4)
CATANDUVA ESPORTE CLUBE, O FAMOSO EXPRESSINHO (3)
Copyright © Catanduva Cidade Feitiço