Artigos Carnaval Cidade Comércio/Indústria Destaques Educação Esportes Eventos Música Piadas Política Sociedade Vídeos
você está em » Educação
Data de publicação: 14/09/2020    |    Enviar por e-mail   |   Imprimir   |   Tamanho do Texto:     |   Compartilhar:    
Data de Publicação: 14/09/2020
COLÉGIO NOSSA SENHORA DO CALVÁRIO (2)
1956 – Alunas do Colégio Nossa Senhora do Calvário
09/1957 – Apresentação da Orquestra feminina do Colégio Nossa Senhora do Calvário

Nelson Bassanetti

 ... Em sua fase inicial até o ano de 1939 a Escola foi dirigida por Irmã Ana Maria. De 1940 a 1947 por Irmã Maria Aloísia. Em 1947 assumiu a irmã Santa Margarida que, por determinação da superiora geral Madre Maria Alfred, mudou o Colégio para o prédio em construção na rua 12 de outubro, esquina com Campinas. Nessa ocasião foi prestada homenagem ao Sr. Ricardo Lunardelli, benemérito que fez diversas doações ao seu grande amigo Padre Albino, dentre elas parte do terreno onde se construiu o Colégio e a Capela “Nossa Senhora do Calvário”. Os alunos foram então transferidos para o novo prédio, cujo piso era de cimento, não havia janelas e portas nas salas de aula e as paredes eram apenas rebocadas. Para dormir as Irmãs colocavam papelões nas janelas e ocupavam apenas a parte do prédio que podia ser habitado. Quando as Irmãs se mudaram, convidaram o Sr. João Baptista Martins, ajudante e filho do empreiteiro da obra, José Rodrigues Martins, para morar nos fundos da instituição com sua família, pois eram poucas a tinham receio de ficarem sozinhas, principalmente à noite, já que aquela área era pouco habitada. A Irmã Santa Margarida dirigiu a Escola até 1951 e depois, até 1961, foi superiora da congregação a Madre Maria do Calvário. 

Em 1955 houve a consagração da Capela, que possui um altar dedicado a Nossa Senhora Aparecida, com pintura mural de Oscar Valzacchi, restaurada em 1998 pelo seu neto, Francisco Marcos Valzacchi. Na década de 60, funcionou no Colegião o Internato, que possuía 3 dormitórios, com capacidade de 80 leitos. O regime era rígido. As internas ao se levantar faziam oração e arrumavam suas camas. Durante o dia não podiam se dirigir ao dormitório sem licença prévia. Na capela não podiam rir, falar, olhar para trás ou para o lado, pois havia uma Irmã vigilante, somente deixando sair em caso de necessidade. Na hora da refeição, cada qual tinha o seu lugar para sentar e as boas maneiras eram observadas, o corpo deveria ser mantido sempre ereto e não tinham permissão para falar. As visitas da família também eram controladas: aconteciam aos domingos, das 13 às 17 horas. Não se usava telefone e  os recados, se existissem, eram somente transmitidos  quando urgentes, via portaria.  O Curso Colegial começou a funcionar em 1971. Em 29 de junho de 1971, após orientações da Nunciatura Apostólica, Dr. José de Aquino Pereira, então Bispo Diocesano de Rio Preto, houve por bem erigir a nova congregação, que se chamou “Comunidade de Nossa Senhora da Ressurreição”, tendo como fundador Padre Joaquim Ferreira Xavier Júnior e Madre Maria Teresinha Freiria. Nessa época, a FAFICA, “Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Catanduva” ocupava esse prédio, no período noturno. Em 1976, foi aberto o Curso Técnico de Contabilidade e no dia 04.12.1988, foi inaugurado o Ginásio de Esportes. Irmã Therezinha Freiria ficou como Madre Superiora até o ano de 2000, sendo substituída por Irmã Helena Maria.  Atualmente a Irmã Vaneti Pianheri é a Diretora da Escola e a Irmã Norma Maria Ravazzi é a Madre Superiora da Congregação. (dados até 2007)

Enfim, o atual Colégio Ressurreição Nossa Senhora do Calvário está formando cidadãos para a vida e merece a nossa profunda gratidão.

1956 – Alunas do Colégio Nossa Senhora do Calvário

09/1957 – Apresentação da Orquestra feminina do Colégio Nossa Senhora do Calvário

Pesquisa Jornal “A Cidade” – Arquivo Museu Padre Albino

 

VEJA TAMBÉM
1964 – Curso de contabilidade do Ginásio Catanduva
Conjunto Musical Colorido
1954 - Alunos do Colegião
1956 - Alunas do Colegião
1972 – Desfile da Maçonaria na Rua Brasil
COLÉGIO NOSSA SENHORA DO CALVÁRIO (2)
1940 - Tiro de Guerra nº 183 na Praça da República
Freiras do Colegião
1940 - Tiro de Guerra de Catanduva circulando por Pindorama
1967 – Normalista do Barão do Rio Branco
Copyright © Catanduva Cidade Feitiço