Artigos Carnaval Cidade Comércio/Indústria Destaques Educação Esportes Eventos Música Piadas Política Sociedade Vídeos
você está em » Carnaval
Data de publicação: 23/02/2020    |    Enviar por e-mail   |   Imprimir   |   Tamanho do Texto:     |   Compartilhar:    
Data de Publicação: 23/02/2020
1951 - Carnaval de Catanduva

1951 – No centro da foto o prefeito Municipal Sr. Antônio Stocco que foi à Estação da Estirada de ferro recepcionar à comitiva que vieram animar o  grito de carnaval que contou com a presença dos Reis Momos do Rio de Janeiro, Santos e São Paulo. A Tupi e Marajoara que eram orquestras de Catanduva foram a Araraquara recepcioná-los e vieram juntos no trem. Era costume naquela época às autoridades da cidade viajarem até Araraquara, recepcionavam lá na Estação os visitantes e vinham juntos de trem até Catanduva. O  Rei Momo foi João Mingarelli e a Rainha do Carnaval Yvone Fagundes. Vejam as músicas de carnaval daquele ano: Beijinho Doce, de Nho Pai (Que beijinho doce, que ela tem); Tomara que chova, por Emilinha Borba, Tomara que chova três dias sem parar,  (será  que foi feita para este ano?), é que no Rio faltava água para beber e  para banho; Confete, por Francisco Alves, Confete, pedacinho colorido de  saudade; Retrato do Velho, homenageando Getúlio Vargas, que voltou a ser Presidente do Brasil. Foto do acervo de Nelson Bassanetti desde 01/2007, procedente do MIS de Catanduva

VEJA TAMBÉM
1961- Carnaval
Tempo do lança perfume
Homenagem a Lú Fávero
Carnaval - bons tempos
Milton Dall'Áglio - eterno Rei Momo
1966 - Rei Momo e Rainha do Carnaval
1974 - Bonecões no Carnaval Feiticeiro
Carnaval
1977 – Carnaval no Clube de Tênis
Carnaval de 1947
Copyright © Catanduva Cidade Feitiço